Pasta para Soldagem: garantia de segurança e resistência em sistemas hidráulicos

Com representatividade no setor da construção civil, a Eluma, marca da Paranapanema, produz Tubos e Conexões de Cobre e é  a única no mercado a oferecer a Pasta para Soldagem Removível em Água que proporciona maior qualidade e durabilidade para os sistemas hidráulicos.

 Utilizado em redes de água quente, fria e de incêndio, o produto facilita a remoção de excessos de forma rápida, evitando incrustações que podem prejudicar a estrutura da tubulação. Além disso, sua fluidez impede a oxidação das partes a serem soldadas.

Ideal para instalação e manutenção dos tubos de cobre e para as conexões de cobre e bronze, a Pasta para Soldagem Eluma funciona como um decapante, por meio do fenômeno de capilaridade. Como a sua função é apenas puxar a solda, é necessário que se aplique a quantidade adequada na bolsa da conexão e na ponta do tubo para que ocorra a perfeita    soldagem.

Esse cuidado é essencial, já que a escassez da pasta pode causar falhas no processo e comprometer a estanqueidade do conjunto a ser soldado. Por outro lado, o excesso de material também é prejudicial, pois a pasta irá escorrer no interior e na parte externa da tubulação, comprometendo o desempenho das instalações.

O Coordenador de Engenharia de Vendas da Paranapanema, Amilcar B. Peres, alerta que a montagem desses sistemas precisa seguir as orientações técnicas da NBR 15345 (Norma das Instalações Prediais de Tubos e Conexões de Cobre e suas Ligas e Procedimentos) e ressalta a importância da realização dos testes de estanqueidade, já que é uma exigência na execução dessas construções.

Nesse caso, basta aplicar uma vez e meia a pressão de serviço à que as redes hidráulicas e de incêndio serão submetidas e verificar se haverá variação de pressão. Se não ocorrer nenhuma alteração, o conjunto soldado estará estanque com o acoplamento correto das peças.

Como utilizar a Pasta para Soldagem:

1- Corte o tubo no esquadro, escarie e tire as rebarbas;

2- Limpe a bolsa da conexão e a ponta do tubo com material abrasivo como escova de fio, lixa para metal, esponja rugosa fina ou palha de aço, retirando a oxidação da superfície. Cuidado para não desbastar ou arranhar as partes a serem soldadas;

3- Com o pincel, aplique a Pasta para Soldagem Eluma naponta do tubo e na bolsa da conexão, de modo que as partes a serem soldadas fiquem revestidas por uma fina camada do produto. Em seguida, encaixe o tubo na, conexão para soldar e procure não ultrapassar o período de 30 minutos para realizar a soldagem, após a sua aplicação;

4- Utilize a chama sobre a conexão para aquecer o tubo e a bolsa da conexão até que a solda derreta quando colocada na tubulação;

5- Retire essa chama e alimente com solda sem chumbo (97%Sn X 3% Cu) um dos pontos até ver a solda correr em volta dessa junção. A quantidade correta de solda é aproximadamente igual ao diâmetro da própria conexão. Obs: A aplicação de solda é feita somente por conexões sem anel;

6- Remova imediatamente o excesso de solda com um pano seco, deixando um filete em volta da união.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>