Pasta para Soldagem: garantia de segurança e resistência em sistemas hidráulicos

Com representatividade no setor da construção civil, a Eluma, marca da Paranapanema, produz Tubos e Conexões de Cobre e é  a única no mercado a oferecer a Pasta para Soldagem Removível em Água que proporciona maior qualidade e durabilidade para os sistemas hidráulicos.

 Utilizado em redes de água quente, fria e de incêndio, o produto facilita a remoção de excessos de forma rápida, evitando incrustações que podem prejudicar a estrutura da tubulação. Além disso, sua fluidez impede a oxidação das partes a serem soldadas.

Ideal para instalação e manutenção dos tubos de cobre e para as conexões de cobre e bronze, a Pasta para Soldagem Eluma funciona como um decapante, por meio do fenômeno de capilaridade. Como a sua função é apenas puxar a solda, é necessário que se aplique a quantidade adequada na bolsa da conexão e na ponta do tubo para que ocorra a perfeita    soldagem.

Esse cuidado é essencial, já que a escassez da pasta pode causar falhas no processo e comprometer a estanqueidade do conjunto a ser soldado. Por outro lado, o excesso de material também é prejudicial, pois a pasta irá escorrer no interior e na parte externa da tubulação, comprometendo o desempenho das instalações.

O Coordenador de Engenharia de Vendas da Paranapanema, Amilcar B. Peres, alerta que a montagem desses sistemas precisa seguir as orientações técnicas da NBR 15345 (Norma das Instalações Prediais de Tubos e Conexões de Cobre e suas Ligas e Procedimentos) e ressalta a importância da realização dos testes de estanqueidade, já que é uma exigência na execução dessas construções.

Nesse caso, basta aplicar uma vez e meia a pressão de serviço à que as redes hidráulicas e de incêndio serão submetidas e verificar se haverá variação de pressão. Se não ocorrer nenhuma alteração, o conjunto soldado estará estanque com o acoplamento correto das peças.

Como utilizar a Pasta para Soldagem:

1- Corte o tubo no esquadro, escarie e tire as rebarbas;

2- Limpe a bolsa da conexão e a ponta do tubo com material abrasivo como escova de fio, lixa para metal, esponja rugosa fina ou palha de aço, retirando a oxidação da superfície. Cuidado para não desbastar ou arranhar as partes a serem soldadas;

3- Com o pincel, aplique a Pasta para Soldagem Eluma naponta do tubo e na bolsa da conexão, de modo que as partes a serem soldadas fiquem revestidas por uma fina camada do produto. Em seguida, encaixe o tubo na, conexão para soldar e procure não ultrapassar o período de 30 minutos para realizar a soldagem, após a sua aplicação;

4- Utilize a chama sobre a conexão para aquecer o tubo e a bolsa da conexão até que a solda derreta quando colocada na tubulação;

5- Retire essa chama e alimente com solda sem chumbo (97%Sn X 3% Cu) um dos pontos até ver a solda correr em volta dessa junção. A quantidade correta de solda é aproximadamente igual ao diâmetro da própria conexão. Obs: A aplicação de solda é feita somente por conexões sem anel;

6- Remova imediatamente o excesso de solda com um pano seco, deixando um filete em volta da união.

Eluma integra projeto pioneiro e equipa instalações do Aeroporto de Congonhas com cobre

A Eluma, uma das marcas da Paranapanema, participou de uma iniciativa pioneira no País: a instalação de lâminas de cobre nos guichês e nos corrimãos de acesso ao estacionamento do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Com a iniciativa, o aeroporto é o primeiro no Brasil a contar com uma medida eficaz no combate às infecções e preservação da saúde dos milhares de usuários que circulam diariamente pelo local.

A ação bactericida do cobre antimicrobiano foi decisiva para a escolha desse material
para a reforma do espaço, pois, além de diminuir a possibilidade de contágio infeccioso, o metal também é um material nobre, utilizado em projetos de arquitetura e decoração, o que favorece a harmonia estética do local.

Para o médico infectologista e professor da Universidade Federal de São Paulo(UNIFESP), Dr. Paulo Olzon, as propriedades do cobre antimicrobiano podem ajudar na diminuição das doenças causadas por agentes patológicos presentes nas superfícies de contato. A ideia de empregar o metal nessa área foi uma iniciativa conjunta do Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre) – do qual a Eluma é associada -, do Estacionamento São Parking e da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero).

Nesse projeto, foram instalados 100 metros de cobre da Eluma que vão facilitar a acessibilidade e, ainda, diminuir a possibilidade transmissão de doenças. O Chefe da Engenharia de Aplicação do Produto da empresa, João Rocha, explica que a próxima etapa é expandir o uso do material, revestindo a parte interna dos elevadores do estacionamento.

Considerado um dos aeroportos mais movimentados do país, Congonhas recebe 22 mil pessoas por dia, sendo que 40% desse total utilizam o estacionamento, o que representa um movimento diário em torno de 10 mil pessoas. Além dessa implantação, o hall de embarque já utiliza cobre em suas dependências. “Com a instalação desse projeto-piloto, já podemos procurar as autoridades brasileiras para incentivar a rede de saúde a também adotar essa solução. Esperamos que seja um exemplo a ser seguido”, comenta Antonio Maschietto, Diretor-executivo do Procobre.

Embora no Brasil, a cultura do uso do cobre na prevenção de doenças esteja ainda na fase inicial, há várias experiências bem-sucedidas em outros países que comprovam as vantagens do metal em ambientes hospitalares e locais de grande aglomeração. Um exemplo foi a sua implantação em março deste ano, na estação de metrô Santiago Bueras, no Chile. Com essa solução, o cobre foi aplicado em 350 metros de corrimões alças de apoio para diminuir a possibilidade de contágio entre seus usuários, beneficiando 6,5 mil passageiros que circulam diariamente na região.

 

Eluma expõe soluções em cobre na Construir Rio 2011

Atuante há 68 anos no mercado, a Eluma, uma das marcas da Paranapanema, está presente na Construir Rio 2011 – Feira Internacional de Construção que acontece de 16 a 19 de novembro no Riocentro, Rio de Janeiro. Em parceria com a Orcametal, tradicional revenda no segmento de materiais hidráulicos, a marca destaca diversos itens que já são comercializados na loja,  principalmente a linha de tubos e conexões. Outras empresas também vão dividir espaço com a Eluma como a Rinnai Aquecedores, com produtos para as instalações de água e gás.

No evento, a Eluma apresenta um mix variado que engloba desde Tubos de Cobre sem Costura e Conexões de Cobre e Bronze, itens para instalação hidráulica de água quente e fria e gás (GNV e GLP) e soluções de combate a incêndio. Para auxiliar os visitantes a marca vai disponibilizar promotores para mostrar como aplicar esses produtos nas construções.

Para Damião dos Santos Silvério, sócio-diretor da Orcametal, ter produtos Eluma
no stand é essencial. “Trabalho com a marca há 27 anos e ela representa 80% do
meu faturamento mensal. Sou fiel à marca. Para mim, produtos em cobre só Eluma”, afirma.

Referência para arquitetos, instaladores e profissionais da construção civil, a Eluma é a única marca que produz tubos e conexões em cobre, o que garante um perfeito acoplamento e proporciona melhores resultados para as obras. Fabricados de acordo com rígidos padrões internacionais e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e NBR 11.720, os produtos se sobressaem principalmente pelas características do cobre que suporta altas temperaturas, é ecologicamente correto e possibilita maior durabilidade e segurança.

As conexões com Anel de Solda Eluma têm as mesmas características das sem solda, além de possuírem um anel interno com estanho na quantidade exata para soldagem. Com isso, a solda fica localizada na metade do comprimento da bolsa da conexão, tornando-se desnecessária a aplicação de solda externa para o complemento.

A Eluma investe de maneira planejada e criativa em equipamentos de alta tecnologia e na formação e capacitação de seus colaboradores por meio de um programa contínuo de aperfeiçoamento para que as suas linhas sejam cada vez mais versáteis e possam atender as necessidades do mercado.

 

CONSTRUIR RIO  2011

ESTANDE ORCAMETAL/ELUMA: RUA F 38 – Pavilhão 04

Data: 16 a 19 de novembro  – Horário: 13 às 21h

Local: Riocentro –Av. Salvador Alliende, 6555, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

Eluma desenvolve sistema de descarte de óleo de cozinha para evitar poluição do meio ambiente

Sistema de descarte de óleo

 

                               

Quando uma dona de casa despeja na pia da sua cozinha o restante do óleo utilizado para fazer uma fritura, nem imagina o quanto está contribuindo para contaminar a água e o meio ambiente. Um litro de óleo de cozinha despejado pela tubulação pode poluir cerca de 100m³ de água, o que chega a encarecer o tratamento da água em até 45% e agravar o efeito estufa, já que a decomposição de compostos orgânicos gera gás metano, que é mais agressivo do que o gás carbônico para o meio ambiente.

Além disso, quando o descarte não é feito com cuidado, o óleo de cozinha acaba poluindo córregos, riachos, rios e o solo e danificando as instalações hidráulicas. O produto também interfere na passagem de luz na água e no seu fluxo, retardando o crescimento vegetal e impedindo a transferência de oxigênio para a água, o que prejudica a vida nestes ecossistemas.

Já, quando esse óleo é lançado no solo, no caso em aterros sanitários, ocorre a impermeabilização do solo e, por conseqüência, novamente a contaminação dos lençóis freáticos.

Consciente dessa situação e da importância da água como um bem precioso e vital para a saúde e para a preservação do planeta, a Eluma, marca da Paranapanema S.A, desenvolveu um Sistema de Descarte de Óleo de Cozinha em parceria com a Prolux Engenharia e com a Construtora Ecoesfera